top of page

PITCHS - ALUNOS ISMAT
Gestão de Empresas ⋆ Engenharia Informática

As aulas do curso tiveram um enfoque inovador que impulsionou o empreendedorismo e a inovação no desenvolvimento social, regional e comunitário. Em contraste com os métodos de ensino tradicionais da

Engenharia de Software, que se baseiam em técnicas convencionais, como a definição de requisitos funcionais e não funcionais, o uso de linguagens como UML e a escolha de metodologias de desenvolvimento de software, o curso adota abordagens empreendedoras. Nesse sentido, o curso estimulou os alunos a utilizarem técnicas de empreendedorismo, como a definição de personas e a criação de pitchs, em vez de adotarem abordagens mais tradicionais, como a criação de atores como artefatos de Engenharia de Software, baseada em questionários com stakeholders. Essa mudança de perspectiva permitiu que os estudantes se relacionassem com potenciais de mercado, desenvolvessem pitchs convincentes e criassem novos produtos de software com potencial de inovação. Ao considerar as personas, o curso direcionou os alunos a desenvolverem sistemas com um foco mais centrado no usuário, utilizando o Design Thinking como abordagem. Dessa forma, os estudantes foram incentivados a pensar nas necessidades e nos desejos dos usuários, visando criar soluções tecnológicas que tivessem um impacto significativo no mercado. Por meio dessa abordagem empreendedora e inovadora, o curso não apenas capacitou os alunos com conhecimentos técnicos sólidos em Engenharia de Software, mas também os estimulou a identificar oportunidades, a pensar de forma criativa e a desenvolver soluções que atendessem às demandas da sociedade, região e comunidade em que estavam inseridos. Isso impulsionou o empreendedorismo e a inovação, permitindo que os alunos aplicassem seus conhecimentos de forma prática e impactante, contribuindo para o desenvolvimento social e econômico.

Todos os vídeos

Todos os vídeos

bottom of page